Nem sempre os relacionamentos são eternos e, na era digital, uma dúvida adicional surge. Afinal, o que fazer com o ex nas redes sociais? Será que é melhor apagar todas as conexões ou preservá-las? Será que existe certo ou errado para todos os casos? A resposta para esta pergunta é: depende. Continue lendo e tire suas dúvidas.

É imaturo apagar o ex das redes sociais?

Acabou. Que atitude tomar? Sair cancelando, deletando fotos, posts, bloqueando contas e acessos, varrer o ex ou a ex da sua vida? Ou é melhor adotar uma postura madura e deixar que o tempo se encarregue de arquivar o caso? Qual o caminho para lidar com o ex nas redes sociais: é melhor apagar o passado?

Estatisticamente, a maioria dos relacionamentos tem um começo, um meio e um fim. A verdade é que muito poucos são do tipo “… e viveram felizes para sempre!”. Parece triste? Nem sempre… pense naqueles casos terríveis em que as pessoas teimam em continuar juntas quando já deveriam ter pulado fora há muito tempo, a fonte da infelicidade eterna.

Devo deletar as fotos e postagens?

Virar a página é essencial para seguir em frente. Ficar olhando fotos e postagens, reciclando momentos que já passaram é doloroso. Ficar remoendo sobre o que foi e o que poderia ter sido, pode significar um peso, uma amarra que impede você de se libertar e partir para outra.


Num primeiro momento, o cancelamento parece ser a melhor coisa a fazer. Deletar fotos, posts, bloquear contas e acessos que tenham a ver com o ou com a ex. Mas será que isto basta? A resposta – como quase tudo em matéria de relações humanas-, é que cada caso é um caso.


É preciso refletir se o que houve entre vocês foi bom e há coisas importantes para serem guardadas, se foi um desastre a ser esquecido, ou em que ponto destes extremos está a sua história recém terminada.   

Por fim, especialmente em relacionamentos mais longos ou naqueles que surgem dentro de um grupo de amigos ou de trabalho, pode haver pessoas que você queira continuar a ver ou será forçada a conviver.  É o conjunto de tudo isso que dirá a você o que é preciso fazer e, principalmente, o timming e medida.


Às vezes será preciso tomar medidas drásticas, pois a necessidade de ir em frente é o mais importante e urgente a fazer. Deixar claro para si e para o mundo que foi posto um ponto final. 


Outras vezes, para não criar um problema ou “clima” no seu círculo de amizades ou ambiente de trabalho, talvez seja mais conveniente agir com mais calma, adotar uma linha mais elegante e com elevação de espírito, colocando pequenos sinais de que o capítulo foi encerrado, que sem dramas ou tragédias, sem mágoas ou ressentimentos, você está bem, livre e esperando pela próxima aventura.

Memórias afetivas

Já falamos sobre apagar ou não o perfil do ex nas redes sociais. Agora, outra questão importante está relacionada à memória afetiva que fica na forma das postagens, das fotos e dos vídeos em que ele ou ela aparece. O que fazer com isso?

No mundo offline, é muito mais fácil saber o que fazer. Basta tirar seus pertences da casa do outro e devolver a ele ou a ela o que ainda está na sua, certo?

Só que, na internet, as coisas são mais complexas. Não somente porque as publicações têm um caráter mais duradouro, como também porque a vida acaba se tornando mais pública e ultrapassa a fronteira que seria apenas dos dois.

Ou seja, o significado não é o mesmo, o que acaba gerando ainda mais dúvidas e incertezas. No entanto, ainda é possível fazer alguma relação com o mundo fora da internet.

Pense, por exemplo, como era antigamente com os álbuns de fotos e tudo mais. Havia quem os guardasse, quem rasgasse tudo e até mesmo quem ainda deixasse exposto. No caso da internet, as opções também existem, de certa forma.

Se você quiser manter as fotos e conseguir conviver bem com isso, não há problema algum. Contudo, caso queira apagar, também não deve se julgar mal nem achar que está cometendo um ato horrível.

Na verdade, podemos até interpretar da forma contrária. Fazendo isso você deixa bem explícito às outras pessoas que o relacionamento terminou e acaba diminuindo as perguntas sobre o ex sobre o qual não deseja mais falar.

Além disso, é possível apagar só algumas fotos, como as mais românticas, enquanto deixa as outras por lá. Novamente, o caminho a ser seguido é aquele que for menos doloroso.

Dê um tempo para continuar a amizade

Mulher com celular na mão

Descrição gerada automaticamente

É verdade que ex-namorados podem acabar virando bons amigos. Ainda assim, essa não é uma obrigação, e muito menos uma necessidade que precisa ser cumprida no exato instante do término. Por isso, mesmo que ainda exista algum carinho, não cobre do outro nem de si mesmo seguir com a amizade imediatamente.

O tempo é um ótimo aliado para reequilibrar os sentimentos e as memórias, afastando aquelas possíveis imagens ruins que antecederam ao término. Isso ajuda para que a futura amizade seja mais saudável e, quem sabe, permita que você possa voltar a adicionar o ex nas redes sociais.

E você, já passou por isso? Qual foi a decisão que tomou e que impacto ela teve? Deixe sua experiência nos comentários!