Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Kent, no Reino Unido, trouxe resultados inovadores sobre as relações sexuais. A partir dele, observou-se que os homens conseguem perceber a excitação sexual das mulheres a partir do cheiro.

Esta pesquisa foi publicada na forma de artigo científico na revista Archives of Sexual Behavior, ainda em 2020. Atualmente já tem mais de 17 mil acessos, demonstrando a popularidade de seus resultados. Para entender melhor, siga lendo.

Como foi feito o estudo

Momentos sensuais na cama pela manhã Foto gratuita

Uma parte importante de cada pesquisa científica é sua metodologia. Isso ajuda a atestar a validade dos resultados encontrados, demonstrando que realmente são consistentes.

Sabendo disso, como foi feito este estudo sobre a percepção dos homens da excitação sexual das mulheres pelo cheiro? Bom, na verdade, houve uma divisão em três experimentos, seguidos de uma breve análise interpretativa.

Em todos os casos, foram retiradas amostras do suor das exilas de 24 mulheres. Para saber que elas estavam excitadas, as amostras foram retiradas enquanto elas assistiam vídeos, liam textos ou viam imagens de teor sexual. Já uma segunda amostra, sem excitação, foi retirada sete dias depois.

A escolha do suor das glândulas axilares se deu por que são mais densas e produzem o suor em resposta à ativação do sistema nervoso simpático.

Com relação aos homens, foram ouvidos 91. Primeiro, eles eram expostos a um dos dois cheiros e deviam relatar o que sentiam. Depois de três minutos, eram expostos a uma nova amostra, e assim por diante.

O primeiro experimento

No primeiro estudo foi apresentado aos homens o suor de axilas de mulheres em dois grupos distintos. Inicialmente, o de mulheres que estavam excitadas; depois, o das mesmas mulheres quando não estavam. 

A conclusão foi de que os homens afirmaram que o suor das mulheres excitadas era mais atraente.

O segundo experimento

Já no segundo experimento, houve exposição a sinais químicos sexuais femininos. Novamente, os homens selecionados no estudo tiveram uma resposta de aumento de estímulo sexual quando sentiram o cheiro das mulheres excitadas.

O terceiro experimento

Por fim, o terceiro experimento trouxe novos sinais químicos de mulheres para reavaliar. Mais uma vez, o resultado foi semelhante: os homens conseguiam perceber a excitação sexual das mulheres.

Os três experimentos tiveram resultados similares. Em todos eles, os homens participantes do estudo se mostraram mais atraídos por secreções químicas de mulheres que estavam excitadas.

Importante ressaltar, que os três experimentos seguiram algumas regras básicas. Por exemplo, as mulheres que participaram não podiam fazer uso de contraceptivos. Além disso, todas eram heterossexuais (assim como todos os homens do estudo).

Outro elemento importante é que deviam evitar substâncias que pudessem alterar muito as características químicas do odor. Ou seja, precisaram ficar 48h sem fumar, beber álcool, comer alimentos muito apimentados, usar desodorante ou perfume, fazer sexo, etc.

Resultados encontrados

Os métodos seguidos pelo estudo são considerados consistentes. A conclusão foi de que a pesquisa sustenta a hipótese de que os homens, a partir do olfato, são sensíveis aos sinais sexuais liberados por mulheres. Isto foi verificado em todos os experimentos.

Além disso, os autores ainda afirmam que a cpnclusão é compatível com uma série de outros estudos relacionados. Isso porque os seres humanos são capazes de demonstrar seu estado emocional de diferentes formas.

Por exemplo, a partir de sensações como medo, tristeza ou desgosto, o corpo pode produzir sinais olfativos que orientam quem está em volta. Existem outros estudos que afirmam isso. Ou seja, não é só com relação à excitação sexual de mulheres.

Dessa forma, esta pesquisa consegue ampliar o conhecimento já existente nesta área, demonstrando que isso acontece com relação à atividade sexual também. Assimo, o sexo não está relacionado somente a sinais visuais e auditivos, mas também pelo cheiro.

Mais sobre o cheiro e a excitação sexual

Marido sentado na cama com a esposa, segurando a mão no rosto e beijando enquanto seus olhos se fechavam e a mão gentilmente tocava o braço dele. Foto gratuita

Engana-se quem pensa que esse estudo é tudo o que sabemos com relação ao cheiro e a excitação sexual de mulheres e homens. Na verdade, já existe uma literatura crescente sobre o tema, também com outras pesquisas.

Outro estudo, feito por pesquisadores da University of British Columbia, no Canadá, utilizou camisetas do parceiro(a) como método. Entre os resultados, o cheiro da camiseta do companheiro ou companheira pode não só aumentar a excitação como também pode diminuir sintomas como o estresse.

Além disso, entende-se que os sinais olfativos ajudam nossos instintos a detectarem oportunidades para acasalar, como ocorre também com outros animais.

Associado a outros sinais, como os auditivos e visuais, o olfato tem, portanto, um poder comunicativo enorme. Assim, pessoas conseguem ter sinais mais instintivos a respeito da atratividade no outro.

Agora, resta saber se outras hipóteses também são verdadeiras. Por exemplo, será que as mulheres também são capazes de perceber a excitação sexual dos homens? E pessoas do mesmo sexo, conseguem perceber isto também? 

E você, o que acha? Acompanhe nosso blog Misscarlet e deixe sua opinião nos comentários!