Uma reclamação frequente, tanto de homens quanto de  mulheres, está relacionada à busca pelo orgasmo. Portanto, se você é uma pessoa que reclama “não consigo gozar”, saiba que este é um problema relativamente comum, conhecido como anorgasmia.

Para que você finalmente consiga se libertar e sentir prazer completamente, primeiro é preciso conhecer o problema. Por isso, preparamos esta publicação com as principais causas e algumas dicas de como resolver a questão. Portanto, leia!

Não consigo gozar: o que é isso?

Para começar, precisamos definir esse problema, concorda? Assim, quem diz  “não consigo gozar”, sofre de anorgasmia. Esse termo se refere à dificuldade, atraso ou inaptidão de alcançar o orgasmo, e pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres.

Aliás, entre mulheres é  o segundo problema sexual mais relatado. Felizmente, porém, a partir do momento em que conhecemos as causas, é possível começar a tratá-las.

Causas da anorgasmia

Não consigo gozar: causas e soluções da anorgasmia

São diversas as causas. O melhor a fazer nestes casos é, em primeiro lugar, entender por que eles acontecem, para, em seguida,  buscar uma solução.

Em geral, isso passa por um processo de autorreflexão, uma vez que muita gente sequer consegue entender os motivos pelos quais não consegue chegar ao ápice do prazer sexual. Seja para o homem ou para a mulher, as causas mais comuns são as seguintes:

Distúrbios hormonais

Primeiramente, saiba que alguns distúrbios hormonais podem acabar ocasionando a dificuldade de gozar. Embora ocorra com mais frequência com as pessoas mais velhas, isso pode acontecer em qualquer idade.

A chegada da andropausa para os homens e a da menopausa para as mulheres altera os hormônios e, consequentemente, as funções sexuais. 

Nas pessoas mais jovens, sobretudo nas mulheres, isso pode acontecer por causa dos anticoncepcionais, por exemplo. Como alguns diminuem os hormônios sexuais, podem também acabar reduzindo a libido.

Questões emocionais e psicológicas

Muitas vezes, o fato de não conseguir gozar está relacionado a fatores emocionais, psicológicos, ou à saúde mental. Nas situações do dia a dia, a rotina pode estar causando muito estresse, por exemplo. Além disso, problemas como depressão e ansiedade também podem reduzir a libido e levar à anorgasmia.

Neste ponto, uma questão relevante diz respeito aos medicamentos. Enquanto eles obviamente podem ser necessários para cuidar das questões emocionais ou psicológicas, um dos possíveis efeitos colaterais do uso pode ser a anorgasmia. Contudo, sempre siga a orientação médica e jamais interrompa o uso sem antes conversar com seu especialista.

Um segundo elemento que pode alterar o estado emocional e psicológico é o histórico na cama. Esta questão influencia principalmente os homens. Isto porque a sociedade na qual vivemos impõe uma imagem de virilidade que não permite falhas. Dessa forma, se uma pessoa já vivenciou a dificuldade de gozar em alguma situação, pode não conseguir lidar bem com a questão em outras ocasiões.

Traumas e medos

Embora possam estar categorizados dentro das questões emocionais, traumas e medos merecem uma categoria à parte. Muitos afirmam o “não consigo gozar” por terem passado por condições de abuso ou negligência na infância ou em outros momentos.

Além disso, o próprio medo que muitos têm de buscar satisfazer suas fantasias e paixões sexuais fora do que é “sexualmente aceito”  pode levar à anorgasmia. Por isso, o importante é saber do que você gosta e buscar a satisfação deste desejo.

Idealização do parceiro ou parceira

Por incrível que pareça, é difícil para muitas pessoas entender que a vida real não é igual aos filmes pornográficos e eróticos. Desse modo, idealizam algo que não corresponde à realidade, e isso leva à frustração que impede ou dificulta o prazer completo, ou seja, o orgasmo.

Não consigo gozar: como resolver o problema?

Não consigo gozar: causas e soluções da anorgasmia

Certo, já sei quais são as causas, mas e agora? O que fazer se não consigo gozar? Vamos às soluções. 

Busque se conhecer

Privar-se do prazer é uma das causas mais fáceis de serem resolvidas, visto que só requer esforço próprio. Esta conclusão se aplica igualmente a homens e mulheres. Dessa forma, a palavra de ordem é buscar se conhecer. Assim, explore seu corpo, entenda do que você gosta ou não gosta e não tenha medo de experimentar coisas novas.

Procure a orientação de especialistas

Cada pessoa é única, assim suas questões também são únicas. Portanto, nada melhor do que procurar a orientação de quem realmente vai poder cuidar do seu caso especificamente.

Por isso, uma das soluções mais eficazes é procurar ajuda especializada, seja de um médico ou por meio de terapia – melhor ainda se for de ambos. Não tenha medo nem vergonha de buscar quem realmente pode identificar seu problema e indicar a melhor solução.

Fortaleça a região pélvica

Essa dica também vale para homens e mulheres. Saiba que no pompoarismo existem exercícios específicos para fortalecer os músculos da região da vagina, da uretra e do ânus, que ajudam a intensificar o orgasmo. Vale ressaltar que há exercícios de pompoarismo específicos para os homens.

Tenha acessórios especiais

Por fim, saiba que os sex toys podem ser excelentes ferramentas para estimular o prazer. Hoje em dia, existem diversas opções, seja de vibradores para as mulheres ou de outros acessórios que servem ambos os sexos.

Quer acabar com esse problema? Entre na loja da Miss Scarlet para conhecer os acessórios mais excitantes!