Afinal, onde fica o Ponto G? Ele existe mesmo? É possível chegar ao orgasmo somente pela sua estimulação? Essas e outras perguntas são muito comuns, tanto entre as mulheres quanto entre seus parceiros.

A verdade é que esse é um assunto mais polêmico do que parece. O único fato é que essa região realmente estimula as mulheres. Então, para saber mais sobre isso, acompanhe esta publicação.

O que é o Ponto G?

O Ponto G tem esse nome em razão do ginecologista alemão que o descobriu, Ernst Gräfenberg. De forma geral, este ponto fica na zona erógena da vagina e, hoje em dia, é muito famoso (e polêmico).

Inclusive, uma pergunta muito comum é: o Ponto G existe mesmo? E a resposta não é tão simples assim. Embora a gente considere aqui que existe, há estudos que questionam sua existência. 

Quem questiona, afirma que ele nada mais é do que uma extensão do clitóris. Por outro lado, há os estudos que também indicam que existe, como o de Gräfenberg, citado acima.

No entanto, convenhamos que a discussão se ele existe ou não é o de menos. O importante é saber como essa região pode gerar prazer à mulher, não é verdade? Então, é hora de descobrir mais sobre ele.

Este ponto fica numa zona erógena da vagina. Dessa forma, quando estimulado, ele pode dar prazer à mulher, inclusive levando a orgasmos e, até, à ejaculação feminina (o chamado “squirting”).

Embora ninguém use régua no ato sexual, existem medidas oficiais para localizá-lo. Ele fica cerca de 5 a 7,5 centímetros acima da parede frontal da vagina, entre o canal da uretra e a abertura da vagina.

Esse é o ponto que mais dá prazer?

Bela mulher sexy sensual loira jovem deitada na cama nua Foto gratuita

Se a discussão sobre a existência ou não do Ponto G já era polêmica, existe outra que também é. Afinal, esta é a região do corpo feminino que, quando estimulada, mais promove a excitação?

Bom, quando Gräfenberg realizou seus estudos anatômicos, ele acreditava que sim. No entanto, atualmente esta afirmação tem sido questionada, até mesmo pelo fato de o prazer também ser algo bastante individual, especialmente entre as mulheres.

A questão é que é improvável que apenas o estímulo do Ponto G feminino leve ao orgasmo. Além disso, a maioria das mulheres também precisa que haja a fricção na glande do clitóris para ter mais prazer.

O que os especialistas em sexologia e ginecologia afirmam é que, enquanto para algumas mulheres ele é o principal ponto, para outras não é bem assim.

Então, o ideal é que você consiga descobrir, na prática, quais são os pontos erógenos que mais estimulam seu corpo (ou da sua parceira). A partir daí, você poderá conseguir gerar uma maior sensação de prazer, que a levará ao orgasmo.

Como estimular o Ponto G

Pois bem, você quer estimular o Ponto G? Então, antes de mais nada, é necessário encontrá-lo.

Para isso, o melhor meio são os dedos, e não o pênis, como muitas pessoas acreditam. O tamanho do Ponto G é similar ao de uma moeda.

Com relação à textura, ele é um pouco mais áspero do que o tecido que fica em volta dele. Essas informações podem parecer um pouco técnicas demais, mas, na prática, ajudam a encontrá-lo.

Uma vez encontrado o Ponto G, é hora de começar a estimular a região. Para isso, coloque um dedo na vagina e dobre-o, mais ou menos como se fizesse um gancho.

Você pode brincar mexendo o dedo, como num movimento de vai evem. De forma alternativa, se for você quem estiver fazendo na parceira, então pode fazer tanto com os dedos quanto por meio do sexo oral.

Saiba, porém, que não é somente durante as preliminares que o Ponto G pode ser estimulado. Existem posições sexuais que ajudam a chegar ao ápice através dele.

Posições sexuais que favorecem o Ponto G

Este momento quando estamos juntos Foto gratuita

Se você ou seu parceiro sabem que esta é uma zona erógena que dá prazer, investir nestas posições pode ser bastante interessante. Veja abaixo três para você ir testando.

  1. A “ponte” para estimular o Ponto G

A primeira das posições de estímulo é a chamada “ponte”. Ainda que não seja uma das posições sexuais mais convencionais, também não tem nada de difícil. Portanto, usar essa desculpa não vale, hein?

Para fazer, basta começar com o tradicional papai e mamãe. Depois, o homem deve ficar de joelhos. Então, basta inclinar as costas da mulher para cima e segurá-la, como se ela ficasse numa posição de ponte.

Como no caso das outras duas posições abaixo, aqui o ângulo propicia uma maior estimulação do Ponto G. Além disso, o clitóris estará facilmente acessível para uma estimulação extra com as mãos.

  1. De lado

A posição de lado é mais clássica e simples de fazer. Ela lembra algo como deitar de conchinha.

No entanto, para obter o melhor ângulo de estimulação do Ponto G, há uma recomendação especial: a mulher deve inclinar os seus joelhos para frente. Dessa forma, o pênis poderá alcançar mais facilmente a região da parede frontal da vagina.

  1. Flor de lótus

Nesta posição o casal fica face a face. Para isso, o homem deve sentar-se com a mulher sentada sobre ele e na sua frente, envolvendo as pernas em volta da cintura, com os pés próximos das nádegas dele.

Esta posição não é das mais habituais, mas também não é das mais difíceis. Aliás, como você deve ter percebido, não precisa ter nível avançado no Kama Sutra para estimular o Ponto G.

E então, gostou saber mais sobre essa zona erógena do corpo feminino? Você sabia onde ele ficava? Para mais formas de aquecer seus momentos a sós ou acompanhada, visite nossa loja!