Diz o ditado: a primeira vez a gente nunca esquece. Mas poucas pessoas lembram da segunda. E não se trata apenas de sexo (embora, na verdade, seja principalmente sobre sexo). Você provavelmente não se lembra do seu segundo dia de trabalho, segundo carro, segundo encontro, e por aí vai.

A boa notícia é que os vibradores são exceção à regra. A compra do segundo vibrador pode ser ainda mais importante que a primeira. Provavelmente, a melhor coisa sobre seu primeiro vibrador é que ele deu a você a chance de explorar a si mesma. Ele possibilitou novas sensações que você não conseguiria sentir no sexo com penetração.

Já pensou quanta coisa boa você teria deixado de alcançar se continuasse com os mesmos artigos que usava quando começou a praticar um novo esporte, a enveredar pela gastronomia? Com vibradores acontece exatamente  o mesmo. Você adquire o primeiro para experimentar ou para testar uma novidade numa ocasião especial. Aí vê que funciona, que é bom, e se pergunta porque demorou tanto tempo pra superar resistências e preconceitos bobos.

É neste ponto que –  assim como você faz com esportes, gastronomia, e qualquer coisa que lhe dá prazer – chega hora de você expandir seus horizontes, adquirir um segundo vibrador para  intensificar seus orgasmos ou estimular zonas erógenas ainda inexploradas do seu corpo. Então, se você achou seu primeiro vibrador bom, maravilhoso, espere até conhecer o segundo – ou melhor: não espere! Se aperfeiçoar é da natureza humana.

A primeira pergunta a fazer para escolher seu segundo vibrador é: o que seu primeiro vibrador ensinou ou proporcionou em termos de prazer? O primeiro era um modelo básico do tipo ”batom” ou bullet?

Pense agora nos ganhos que você pode obter de seu segundo vibrador em termos de portabilidade, potência, funcionalidades e finalidade.

Mais funções e velocidades

O rabbit é um vibrador que possibilita a estimulação clitoriana junto com a penetração. Esta é a principal razão para estar na lista dos “queridinhos” das mulheres. Atualmente, alguns modelos  têm motores duplos (um para o clitóris e outro para a vagina), além de  diferentes funções de vibração e pulsação.  Assim, você pode começar devagar e aumentar gradualmente a intensidade para explorar suas reações ou, se preferir, pular direto para a sensação intensa do orgasmo. Você escolhe.

Modelos com design avançado

Os nomes podem ser sugestivos como Devil, afetuosos como Cleo, Iuki ou Keri ou inusitados como Cookie ou Flower Power, mas em comum todos têm design diferenciado e múltiplas funções. O Cléo, por exemplo, é um vibrador para ser usado durante o banho. Com uma ventosa de sucção na base, o produto pode ser fixado em superfícies planas para aumentar a comodidade e oferecer uma massagem relaxante sem usar as mãos.

 Para o Ponto G

O Ponto G nada mais é do que a parte do clitóris situada no interior da vagina. Por esta razão nem sempre é fácil alcançá-lo. Então, se seu primeiro vibrador a fez descobrir a delícia do orgasmo clitoriano, seu segundo vibrador pode intensificá-lo. Para isso vale experimentar os vibradores criados para alcançar o Ponto G, como o colorido Sophia e o poderoso Tiger.

Sensações mais intensas: o poder da varinha mágica

Quando você adquire seu primeiro vibrador, você começa a entender que o sexo pode ser muito maior, muito mais divertido e muito mais excitante do que você pensava e, aí, dá aquela vontade de ter um orgasmo rápido e potente. Embora a forma como você maneja um vibrador – lenta e suavemente, ou rápido e com forte pressão –  seja fator importante  para determinar  o tempo para atingir o orgasmo, a potência  do vibrador também conta. E para trazer sensações mais intensas nada melhor que o poder de uma varinha mágica. Este modelo de vibrador recebeu esse apelido por conta de seu formato sugestivo, que também pode ser usado para massagear outras zonas erógenas como os mamilos, por exemplo.

A surpresa da sucção

Seu segundo vibrador também pode propiciar momentos inesquecíveis com a incrível excitação proporcionada por um estimulador e sugador clitoriano.  Diferente dos outros modelos, os sugadores imitam, com realismo, os movimentos de sucção do sexo oral. A grande vantagem é que, ao contrário do sexo a dois, quando nem sempre o (a) parceiro (a) sabe o que está fazendo, o sugador é manipulado por você, portanto estará sempre no lugar certo.

Seu segundo vibrador será para uso a dois?

Depois de descobrir novos caminhos para o prazer, é provavel que você queira compartilhar esta descoberta com seu amor. Então, seu segundo vibrador  pode ser um dos vários modelos para serem utilizados a dois. O Partner Multifun, por exemplo, pode ser utilizado de 14 formas diferentes pelo casal, cada uma trazendo uma experiência única e divertida. Seu amor está longe? Sem problema, atualmente muitos vibradores são controlados a distância via app, como o Fugu e o Jive.

Há muito a percorrer nos caminhos que levam à descoberta do prazer, e seu segundo vibrador será o guia perfeito.