Mais do que uma técnica, a massagem deveria ser vista como uma arte a serviço daqueles que buscam no sexo muito mais do que um simples orgasmo.

Uma massagem é sempre bem-vinda, pois não há quem não goste da sensação de ter alguém se dedicando exclusivamente a cuidar do seu corpo com atenção e suavidade. Os efeitos começam antes mesmo de qualquer contato físico: com uma simples sugestão, já se inicia a massagem do ego de quem será o centro das atenções naquele momento.

Pode começar despretensiosamente no sofá da sala, em frente à TV, com uma manipulação dos pés (hummm!) e depois prosseguir na cama, abrangendo mais áreas, com maior intensidade. Normalmente, a massagem vem antes das preliminares ou combinada com elas, mas pode dar bons resultados naquele período de recuperação necessário entre um e outro orgasmo. Nessas horas vale sempre o ditado: a pressa é inimiga da perfeição.

Boa a qualquer hora

  • Para relaxar, neutralizando pouco a pouco as tensões de um dia difícil, deixando cada vez mais longe as preocupações do cotidiano, abrindo caminho para o prazer de fazer amor.
  • Para aqueles que ainda estão se conhecendo, é um excelente modo de colocar os corpos em contato, diminuindo a inibição, estabelecendo intimidade, proporcionando um mapeamento do corpo e a descoberta dos pontos mais sensíveis, das zonas erógenas.
  • Para excitar, ativando um a um os pontos sensíveis e preferidos, despertando os 5 sentidos  com toques suaves até chegar a níveis mais intensos de estimulação. Uma ótima maneira de delicadamente ir diminuindo resistências para chegar a algumas práticas menos ortodoxas, como sexo oral ou anal, spanking ou bondage.
  • Para aliviar a pressão e dar um impulso naqueles momentos de problemático impasse em que os órgãos sexuais estiverem com dificuldades para entrar em ação (tema de nossa próxima postagem “Ooops! Isto nunca te aconteceu antes?”)

Prepare o ambiente

As condições do ambiente são muito importantes: geralmente um quarto escuro ou com pouca iluminação dá melhores resultados, algumas pessoas preferem o silêncio total enquanto outras gostam de um fundo musical para acompanhar a cena, há quem goste de incenso ou essências aromáticas vindas dos lençóis ou dos próprios óleos utilizados na massagem.

Massagem, como qualquer atividade a dois, requer sintonia, então cabe a quem faz prestar atenção nos sinais de quem recebe, assim como cabe a quem recebe facilitar as coisas enviando sinais sobre o que está funcionando (na base do “tá quente/tá esfriando”, “aí não, aqui sim, sim”).

Use sua imaginação

Pode ser aplicada valendo-se apenas da intuição ou da memória: massagens que você recebeu, cenas que você viu filmes – mas cuidado! Lances extravagantes e mirabolantes que você vê em filmes, dificilmente dão certo ao vivo, com pessoas de carne e osso no mundo real.

Claro, você pode fazer massagem apenas com suas mãos, como também pode utilizar cilindros de madeira ou bambu, esferas de vidro, madeira ou materiais flexíveis.

Óleos aromáticos também podem proporcionar uma sensibilidade diferente a seus toques, e, além disso, o aroma. Você pode também combinar a massagem com vibradores, e pode ser uma ótima ocasião para colocação de preservativos, anel peniano ou plug anal.

Se você quer ter ótimas ideias, conheça mais as técnicas de massagem – tântrica, reflexologia, shiatsu e do-in, entre outras -, nas quais você poderá obter ótimas dicas sobre pontos e meridianos que você poderá estimular para deixar o prazer, literalmente, à flor da pele.