Já faz algum tempo queríamos escrever um artigo sobre o pegging (o uso de cintas penianas pela mulher para estimulação da próstata) para responder às muitas perguntas sobre essa prática ainda pouco conhecida e vista por muitos como tabu. Foi quando nos deparamos com um artigo publicado na Men´s Healthy, no qual o autor traz a sua própria experiência e a de outros homens que adoram essa inversão de papeis e afirmam ter orgasmos incríveis com suas companheiras. Nada melhor do que um depoimento de quem faz e gosta para você saber como dar mais prazer aos homens.

O autor, Zachary Zane, conta como parecia estar sendo exorcizado ao gozar quando a namorada usava um vibrador enquanto fazia sexo oral nele.  Ele tinha convulsões involuntárias e sentia que os orgasmos não estavam localizados apenas na genitália. Eram mais intensos e percorriam todo o corpo. Mais semelhante a como as mulheres experimentam orgasmos.

Alguns de seus amigos disseram que nunca deixariam suas namoradas fazerem isso. Mas Zane descobriu que não está sozinho. Afinal estamos em 2019 e cada vez mais homens estão abertos ao desejo de experimentar o maior prazer possível.  Ele nos conta a experiência de homens adeptos do uso das cintas penianas por suas companheiras.  Abaixo segue um resumo do artigo. Boa leitura!

“Phillip” (29)

O que você gosta no pegging?

Tudo: as sensações, tanto a aceitação do vibrador quanto a pressão rítmica massageando a próstata, a inversão de papéis e os aspectos de poder, os incríveis orgasmos que quase sempre acompanham a atividade, e alegria que vejo no rosto do meu par.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

De muitas maneiras. Talvez, o mais importante, é que nenhuma das minhas parceiras teve um orgasmo enquanto usava a cinta, mesmo que a maioria tenha realmente gostado da atividade. Em segundo lugar, o vibrador não é um órgão, e nunca substituirá os sentimentos surpreendentes que vêm do sexo tradicional com mulheres. Eu também gosto de dar a ela um orgasmo, e é por isso que acredito que o pegging é apenas um componente de uma vida sexual saudável.

Como as mulheres costumam responder quando você pede a elas para usar a cinta peniana?

Minhas experiências variaram. A pior foi quando eu expressei meu interesse a colegas de trabalho no Exército … digamos que a proposta não foi bem recebida. Depois expressei meu desejo a minha ex-mulher, mas acabei percebendo que ela não tinha interesse.

Por outro lado, minhas duas últimas namoradas foram muito abertas à prática e elas também queriam. Para mim, sei que o pegging é um componente vital da minha expressão sexual. Sem isso, não consigo me ver namorando alguém a longo prazo.

“João” (35)

O que você gosta no pegging?

Por um lado, melhores orgasmos. Eu diria que a diferença entre um orgasmo de intercurso normal e o do pegging é grande. Eu posso ter um orgasmo de corpo inteiro e ocasionalmente, vários. Parece que o orgasmo está bloqueado em algum lugar perto do períneo e, em seguida, transborda aos poucos até que explode. Em segundo lugar, é bom ser “preenchido”. Sei que as mulheres frequentemente relatam essa sensação, e  alguns dos meus gays já me disseram isso, então acho que é a expressão correta. Em terceiro lugar, é muito mais intenso emocionalmente. Eu não tenho certeza se tem algo a ver com as emoções sendo supostamente conectadas ao intestino, mas parece que estão transando com meus sentimentos, da melhor maneira possível. E, finalmente, é simplesmente bom não ser o parceiro “ativo” prá variar. Cerca de 90%  das vezes que faço sexo ainda é bem “clássico”, onde eu controlo a ação, então a variedade é definitivamente importante.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

Eu realmente acho que não é diferente. Acho que o pegging precisa ser liberado de suas conotações com a degradação e o domínio. O pegging pode ser violento e dominador, mas também pode ser amoroso e sensual. A única diferença é que as pessoas precisam ignorar as ideias baseadas em gênero sobre o sexo “certo”. Se você gosta de prazer, você vai gostar do pegging. Simples assim.

“Simão” (36)

O que você gosta no pegging?

Eu amo a intimidade e a abertura que proporciona para mim e minha esposa. Ele permite uma dinâmica de poder diferente, onde ela fica no controle do nosso prazer.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

Para mim, eu me sinto muito bem com uma massagem de próstata e um orgasmo muito mais profundo e intenso.

Qual foi a resposta da sua esposa quando você pediu para ela usar a cinta peniana?

Demorou MUITO tempo até ela “comprar” a ideia. Agora ela realmente gosta. É uma sensação tão libertadora ser honesto com a mulher com quem compartilhei toda  minha vida adulta. Estamos juntos há 19 anos, somos casados ​​há 16 anos e praticamos o peeging a apenas alguns meses. Eu o desejei por anos. Finalmente!

“Charles” (34)

O que você gosta no pegging?

É ótimo! Eu gosto de ser submisso. Eu gosto do pensamento de sentir o que é ser uma mulher. Assim como quando uma mulher fica molhada de excitação, os homens também ficam. Quando transo com uma mulher que usa uma cinta, fico muito excitado. Com cada impulso, sinto um orgasmo fermentando e, finalmente, chego ao clímax.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

É totalmente diferente. Você não é o único com o poder. Ter uma mulher que me diga como ela vai me penetrar, me excita.

Como as mulheres respondem quando você pede para usarem a cinta?

Nunca precisei. Eu as deixo fazerem isso. A primeira eu encontrei numa aula de pegging. Depois conheci outra que gostava de conversar sobre o tema e assim foi. Essas mulheres estão realmente interessadas e gostam do pegging. Conheci também uma mulher tinha orgasmos durante a penetração com a cinta! Isso é muito raro.

Daniel” (35)

O que você gosta no pegging?

Eu gosto da inversão de papéis. Gosto da sensação de ser o submisso e de ser penetrado. É incrível, e eu tenho mais orgasmos – isso é fato -, mas também há algo de satisfatório em ter uma mulher mais agressiva. Há definitivamente um jogo de poder.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

Mais trabalho nas preliminares, já que você precisa estar pronto. Eu acho que é o oposto do sexo “tradicional”. Você está sendo penetrado. Isso pode ser impensável para alguns homens, pois é totalmente “fora da caixa”. No início pode haver um pouco de dor, como a que as mulheres podem sentir na primeira vez que fazem sexo. Você aprende a ter empatia, e eu acho que o pegging me fez perceber como fazer bom sexo com as mulheres.

Como as mulheres responderam ao seu desejo pelo pegging?

A primeira foi uma namorada séria que eu tive por volta dos 20 anos. O engraçado foi que ela me fez prometer que não me tornaria gay depois. Eu podia sentir que ela não gostava, e isso tornava a experiência desconfortável. Eu me tornei bissexual alguns anos depois e acabamos nos separando. Minha segunda experiência foi bem diferente. Foi quando eu realmente viver a experiência. Ter alguém que queira experimentá-lo com você é sempre melhor. Hoje há mais aceitação social.

“Dominus” (38)

O que você gosta no peeging?

Como dono de um pênis, isso me permite sentir prazer internamente. Eu me sinto mais em sintonia com a minha próstata também.

Como isso difere do sexo mais “tradicional”?

Para mim, isso não acontece. Eu sinto que o sexo requer tanto vulnerabilidade quanto generosidade ao mesmo tempo. As dinâmicas de energia e poder podem ser trocadas independentemente de quem está sendo penetrado e quem está no controle. Sexo também deve ser sobre prazer mútuo. O pegging é isso. Apenas usa ferramentas diferentes.

Produtos sugeridos:

Espuma Higienizadora Anal

Cinta peniana 17,5 X 3,8 cm

Estimulador de próstata em metal cromado

Já nos segue nas Redes Sociais? Instagram Facebook